Janeiro Verde-Piscina: campanha alerta sobre a prevenção do câncer de Colo de Útero

Janeiro Verde-Piscina: campanha alerta sobre a prevenção do câncer de Colo de Útero




A doença é a quarta maior causa de morte de mulheres no Brasil, mas tem cura se diagnosticada e tratada em suas fases iniciais

O câncer de colo de útero é o terceiro tumor mais frequente na população feminina. É o que aponta um levantamento do Inca – Instituto Nacional do Câncer.  A estimativa para os casos de câncer do colo de útero no país é de 16.340 novos casos anualmente. No Tocantins, a previsão foi de 230 casos em 2018.

A doença tem como principal causa a infecção pelo vírus HPV, que é sexualmente transmissível e infecta a mucosa das áreas genital e anal do paciente.

Diagnóstico

O câncer de colo do útero pode ser diagnosticado pelo resultado do exame Papanicolau. Os sintomas também podem ajudar no diagnóstico.

“Entre os principais estão sangramentos, dores durante a relação sexual, bem como desconforto na região de baixo ventre, como a região pélvica. Quanto ao exame preventivo, o Papanicolau é feito anualmente e aumenta as chances de detectar de forma precoce um câncer de colo de útero”, destaca o médico ginecologista da Acreditar Tocantins, Tárcio Ribeiro Callou.

Prevenção

No mês de janeiro, a cor verde-piscina ganha destaque como parte da campanha internacional que busca alertar e conscientizar a população feminina sobre a prevenção do câncer uterino.

O uso de preservativo durante a relação sexual, a vacinação contra HPV e a realização dos exames preventivos são fatores importantes para o combate da doença.

“É importante lembrar sobre o exame de prevenção durante todo o ano, mas nesse mês nós intensificamos o alerta sobre os casos e sintomas da doença. O câncer de colo do útero tem cura, mas para isso ele deve ser diagnosticado e tratado precocemente, ainda em suas fases iniciais”, diz Dr. Tárcio.

Fazer um comentario