Cobrança de taxas para liberação de empréstimo? Cuidado, é golpe!

Cobrança de taxas para liberação de empréstimo? Cuidado, é golpe!




Conheçam 5 dicas para identificá-lo

Se você está sendo compelido a pagar valores para que um empréstimo seja liberado, muito cuidado!! Provavelmente, você pode ter caído ou está prestes a cair no golpe do empréstimo.

Diariamente, chega ao nosso escritório dezenas de pessoas pedindo informações a respeito de empresas que oferecem empréstimos e, após a “aceitação” e assinatura do contrato, solicitam o depósito de valores referente a Cobranças de IOF, Taxas de Cartório, Pagamento Antecipado de Parcelas etc.

Normalmente, esses empréstimos são oferecidos para pessoas que possuem o “score” de crédito baixo ou que estejam com o nome negativado. Score de crédito, nada mais é do que uma ferramenta utilizada por instituições financeiras para saber se você é um bom ou mau pagador ou se possui chances de efetuar pagamentos de créditos.

Um caso prático do nosso escritório foi o da Sra. Ana, que relatou que, após ter realizado pesquisa no Google sobre empréstimo para negativados, recebeu uma proposta tentadora de uma financeira.

Após as tratativas e assinatura do contrato, a consumidora fora surpreendida com a cobrança de taxas que antes desconhecia.

Primeiro, lhe cobraram um valor que disseram ser referente às taxas cartorárias. Após o pagamento destas taxas, foram solicitados mais depósitos, quais sejam, pagamento de IOF, pagamento da primeira prestação do empréstimo, dentre outros. Ou seja, tudo isso, para que, então, fosse liberado o valor supostamente contratado.

Quando finalmente a Sra. Ana já havia desembolsado alguns valores, resolveu desistir do referido “empréstimo” e solicitar a devolução dos valores. Foi então que começaram as pressões psicológicas.

Os fraudadores alegaram que não podiam realizar o cancelar do contrato e, para piorar, começaram a fazer todo tipo de ameaça para que mais dinheiro fosse desembolsado pela vítima.

Portanto, não se enganem!!! Às vezes, o que parece ser a solução para seus problemas financeiros, acabam se tornando um tormento ainda maior.

Um outro caso, também recente em nosso escritório, foi o do Sr. Carlos, que pegou todo o seu 13º salário e colocou nas mãos dos bandidos, na esperança de ter o empréstimo liberado.

Na maioria das vezes, os fraudadores se utilizam do nome e CNPJ de empresas sérias no mercado, e fraudam, inclusive, os seus modelos de contrato.

Por isso, todo cuidado é pouco. Quanto mais atraente é a oferta, mais a possibilidade de ser uma fraude.

Agora vou dar algumas dicas para tentar evitar a fraude:

1 – Não confiem em empresas que solicitem depósito antecipado para liberação do empréstimo.

2 – Jamais façam qualquer depósito para conta de pessoas físicas.

3 – Desconfiem de empresas que não fazem consultas aos órgãos de restrição ao crédito

4 – Desconfiem de empresas que utilizam canais não oficiais para contato, como “chats” de redes sociais ou até mesmo conversas por what’s app.

5 – Desconfiem quando a “empresa” passa a adotar um tom de urgência nos procedimentos. Isso é feito para que a vítima não tenha tempo de refletir sobre a proposta.

(Raisa Matos/JusBrasil)

Fazer um comentario