Vandalismo prejudica uso de academias ao ar livre em Araguaína

Vandalismo prejudica uso de academias ao ar livre em Araguaína




Atualmente, tem 11 locais gratuitos em sete bairros para prática de atividade física. Levantamento aponta gastos de R$ 3 mil em média a cada manutenção de aparelhos

Praticar atividade física sem custo, tendo à disposição um ambiente agradável e aparelhos que ajudam na execução dos exercícios são algumas das vantagens das academias públicas ao ar livre. Atualmente, em Araguaína, atos de vandalismo têm prejudicado o funcionamento da maioria das 11 academias em funcionamento instaladas em diversos bairros da cidade.

De acordo com um levantamento da Secretaria Municipal do Esporte e Lazer, são gastos uma média de R$ 3 mil a cada manutenção de aparelhos danificados pela prática de vandalismo. O último registro de depredação foi na semana passada, nas duas academias localizadas na Avenida Marginal Neblina. Vândalos arrancaram puxadores com peitoral, um deles foi localizado dentro do córrego.

“Infelizmente é uma realidade que registramos semanalmente em nossas academias públicas. As ações acontecem geralmente aos fins de semana e destroem a estrutura de aparelhos, o que torna impossível o uso. Contamos com a colaboração da comunidade no zelo pelo nosso espaço e até mesmo denunciando esse tipo de crime”, destacou o coordenador das academias ao ar livre do Município, João Batista Goulart.

O coordenador das academias destaca também que a ação de vândalos tem provocado outros impactos negativos como o atraso na entrega de novos espaços para a comunidade.

“O valor que aplicamos reformando os aparelhos quebrados deveria ser revestido para a implantação dos novos espaços na cidade. Nossa previsão é de que até o fim do ano, Araguaína esteja com 15 academias públicas em funcionamento. Contamos com a colaboração da comunidade no zelo pelo nosso espaço e até mesmo denunciando esse tipo de crime”, concluiu João Batista.

 Punição
O dano provocado nas academias da Avenida Marginal Neblina foi registrado na Delegacia de Polícia Civil para investigação. Danificar o patrimônio público é crime e está prevista multa no artigo 28 do Código de Postura do Município. O infrator é obrigado a indenizar a Prefeitura e ainda 20% da reparação dos danos. A comunidade pode denunciar qualquer ato de vandalismo pelos telefones 3411-5639 (horário comercial) e 99972 6133 (plantão).

Onde encontrar

As academias ao ar livre em Araguaína estão em sete bairros da cidade: duas no Parque Cimba, duas na Avenida Marginal Neblina, duas no Setor Costa Esmeralda, uma no Setor Barros, uma na Vila Azul, duas no Setor Araguaína Sul e uma no Setor Patrocínio.

Desde a instalação das academias ao ar livre, iniciadas em 2016, os araguainenses têm à sua disposição equipamentos que proporcionam melhoraria da qualidade de vida. Nos aparelhos, podem ser feitos exercícios que melhorem a coordenação motora e o condicionamento físico, fortalecendo músculos e articulações; além de melhorar a autoestima e promover a integração social.
 
Equipamentos e profissionais

As academias contam com bicicletas, paralela, jogo de barras, puxador de peito e costas, simulador de caminhada, aparelho abdominal, elíptico e giro diagonal, entre outros aparelhos, incluindo para deficientes físicos, todos com pintura eletrostática, que evita a ferrugem e reduz o atrito.

As unidades dispõem também de profissionais de educação física nos locais, das 6 às 8 horas e das 18 às 20 horas, para orientar a comunidade quanto à forma correta da prática dos exercícios, além das placas explicativas, onde o usuário pode tirar dúvidas sobre a maneira correta do uso dos aparelhos.

Benefícios e cuidados

Além de fortalecer a musculatura, esses exercícios oferecem vários outros benefícios, como o bem-estar físico e emocional, diminui o risco de doenças cardíacas e coronariana, diminui o colesterol e a pressão alta e melhora a coordenação motora e o condicionamento físico.

Cuidados devem ser tomados na prática desses exercícios, principalmente pelas pessoas da terceira idade. A recomendação dos profissionais de Educação Física do Município é de o médico seja procurado antes do início de qualquer atividade física.

(Adriana Santana/Fotos: Marcos Filho Sandes)

Fazer um comentario