UFT promove acolhimento da primeira turma de Medicina do Câmpus de Araguaína

UFT promove acolhimento da primeira turma de Medicina do Câmpus de Araguaína




Na tarde desta segunda-feira (11), a Universidade Federal do Tocantins (UFT) deu início a Semana de Acolhimento da primeira turma de Medicina do Câmpus de Araguaína (TO). Além dos 30 alunos calouros, a solenidade contou com a presença do reitor, pró-reitores, prefeito, representantes do legislativo municipal e estadual, e de órgãos de controle, entre outras autoridades. A programação de integração segue até sexta-feira (15) e contempla palestras e orientações que ocorrem no Centro de Ciências da Saúde (CCS), no Hospital de Doenças Tropicais (HDT-UFT) e na Unidade do Cimba.

Na ocasião da aula inaugural, o reitor Luis Eduardo Bovolato enfatizou a relevância de todo o processo de implantação do curso. “A universidade ousou ao acreditar nesse projeto, porém ele só se concretizou pois teve a colaboração de vários entes, de parlamentares e de um grupo de pessoas empenhados em cumprir todos os requisitos. Temos a certeza de que o curso vai elevar a qualidade da assistência prestada à população, além de possibilitar a fixação desses profissionais da região. É um momento histórico e importante em que fiz questão da presença de boa parte da gestão da universidade”, disse.

Para a vice-Reitora, Ana Lúcia Medeiros, o sentimento é de alegria, de orgulho, de dever cumprido nessa primeira etapa. “Acredito que a UFT está dando um passo fundamental, o curso vai fortalecer a UFT, a cidade, a região, e assim vai contribuir com o nosso principal objetivo, que é transformar para melhor a sociedade”.

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas deu as boas-vindas aos alunos à cidade e comentou que também colaborou na implementação desse projeto. “Lembro em 2013, quando participei no processo de doação do HDT para UFT, logo depois vieram as outras etapas até chegarmos a este dia de hoje; agora começa de fato os desafios para estes alunos e professores, porém com uma estrutura organizada, diferenciada, laboratórios e locais de prática, ao qual o município é parceiro. O curso oportuniza aos estudantes da rede pública o acesso ao ensino gratuito e de qualidade”.

Já o superintendente do HDT-UFT, José Pereira Guimarães Neto comentou que os acadêmicos são muito aguardados. “Há quatro anos estamos preparando nosso hospital universitário para receber esses alunos, que são os protagonistas e a razão do hospital existir. Não tenho dúvida de que o curso será um dos melhores do país. A luta é cotidiana, porém temos uma equipe que desenvolve um trabalho sério voltado para nossos alunos e nossos usuários”.

Uma das ingressantes do curso, Milene Alves de Souza Almeida, que completou 18 anos rrecentemente, ressaltou que o maior desafio está sendo morar longe de casa, mas que é uma grande conquista e realização de um sonho. “São sacrifícios necessários, sinto saudade toda hora, mas a minha expectativa é de que a instituição realmente ofereça condições para a minha formação”.

O evento contou ainda com a presença do assessor do Ministério da Saúde, Neilton Araújo de Oliveira, articulador da criação do curso de Medicina no Câmpus de Palmas. O médico destacou em seu discurso que a saúde é um direito de todos e fator de desenvolvimento de um país, concluindo com a citação de Guimarães Rosa, “Os grandes desafios não estão nem na partida e nem na chegada e sim na travessia”.

(Daianni Parreira)

Fazer um comentario