Alunos da Educação Infantil recebem fortificação na alimentação escolar

Alunos da Educação Infantil recebem fortificação na alimentação escolar




Reforço será feito a partir desta semana com vitaminas e minerais na merenda escolar. A adição de micronutrientes é para evitar anemia em alunos de 20 creches municipais

A partir desta semana, 20 creches e centros educacionais infantis da Rede de Ensino Municipal receberão um reforço na merenda escolar. Micronutrientes (vitaminas e minerais) em pó, o NutriSUS, serão adicionados no lanche distribuído aos alunos.

De acordo com estudos, o reforço na alimentação é efetivo na prevenção da deficiência de ferro e anemia ferropriva, estimando-se a redução desses distúrbios pela metade. O objetivo é a prioridade de cuidado integral das crianças de seis meses a cinco anos de idade.

Ciclos de fortificação

A fortificação cumpre o 1º Ciclo da Estratégia de Fortificação da Alimentação Infantil da Secretaria Municipal da Educação, por meio da Superintendência Educacional e Diretoria de Educação Infantil.

O ciclo de fortificação da alimentação consiste na adição de um sachê por dia, de segunda a sexta-feira, em uma das refeições da criança até finalizar o ciclo de 60 sachês. No ciclo de fortificação haverá uma pausa de quatro meses para ser iniciado o 2º ciclo.

Benefícios

Ano passado foram beneficiadas com o NutriSUS mais de 950 crianças das unidades de ensino participantes. A estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes NutriSUS, lançada pelo Ministério da Saúde, em parceria com as secretarias municipais de Educação e Saúde, visa potencializar o pleno desenvolvimento infantil.

A fortificação por micronutrientes em pó previne e controla as deficiências de vitaminas e minerais na infância.

Rotina escolar

A implementação do NutriSUS nas creches participantes do Programa Saúde na Escola (PSE) é necessária devido ao tempo que as crianças permanecem na instituição. No ambiente escolar elas realizam refeições e estabelecem uma rotina, o que contribui para o crescimento e desenvolvimento biopsicossocial, a aprendizagem, o rendimento escolar e formação de hábitos alimentares saudáveis das crianças.

(Abdon Barbosa/Fotos: Marcos Filho Sandes)

Fazer um comentario