LA’BREEZE retoma canal no Youtube após invasão de hacker

LA’BREEZE retoma canal no Youtube após invasão de hacker




Lançada recentemente no mercado musical, a banda LA’BREEZE teve o seu canal do Youtube hackeado. O grupo havia lançado o seu primeiro single, Espero, que alcançou mais de 7 mil visualizações em pouco mais de três dias de lançamento. O problema causou graves transtornos ao grupo, que teve de excluir o canal e relançá-lo com novo vídeo do single, perdendo todas as visualizações, inscrições e comentários.

O novo canal foi publicado na tarde da última sexta-feira, 5, e já conta com cerca de 1 mil visualizações. “Não sabemos como e nem o porquê do canal ter sido hackeado, mas estamos aqui para trabalhar e não queremos atrapalhar ninguém. É triste ver que todo nosso esforço, toda a nossa divulgação foi por água abaixo, mas estamos de cabeça erguida e vamos lutar novamente”, declarou o grupo em nota oficial.

A canção “Espero” é de autoria dos músicos Mello Júnior e Lucas Godoi e segue disponível, bem como o videoclipe oficial, nas principais plataformas digitais (Youtube, Spotify, Deezer e etc).

Grupo

O grupo musical tocantinense foi lançado oficialmente na segunda-feira, 1º, prometendo conquistar os amantes da música, independentemente do estilo musical. As apresentações unirão o reggae, o sertanejo e a MPB em acordes envolventes e interpretações com muito estilo.

O projeto LA’BREEZE é formado exclusivamente por tocantinenses, que já atuam no mercado musical do Estado. São eles os cantores Mello Júnior, natural de Rio Sono; Camila Ferreira, de Araguaína; e Lucas Godoi, de Guaraí.

O repertório conta com canções autorais e também sucessos dos mais diferentes gêneros musicais.

O grupo pretende inovar e transmitir ao público as melhores sensações através de um repertório leve e marcante, que vai desde músicas autorais, sucessos antigos e atuais feitos com uma roupagem característica e inovadora. “LA’BREEZE  significa “A BRISA” e tem tudo a ver com o cenário de Palmas, com a leveza, suavidade e paz que pretendemos transmitir”, adianta Mello Júnior.

(Cinthia Abreu)

Fazer um comentario