Bebês de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinados contra sarampo

Bebês de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinados contra sarampo




Campanha pretende interromper a cadeia de transmissão do vírus, que voltou a circular no país desde o último mês de junho

A vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, está disponível nas 20 unidades básicas de saúde de Araguaína. O município recebeu nesta semana um reforço de 1.500 doses da vacina.

Com o registro de novos casos da doença no país, bebês de seis meses até 11 meses e 29 dias devem tomar a vacina. A chamada “dose zero” não interfere no calendário de vacinação da criança, ou seja, além dessa dose, a criança deve tomar novamente outras duas, aos 12 e aos 15 meses de idade.

Além do sarampo, a tríplice viral previne também contra rubéola e caxumba. Adultos de até 49 anos, exceto mulheres grávidas, que não tenham a carteira de vacinação ou não lembrem se já tomaram a vacina, podem ir às unidades e solicitar a imunização.

As salas de vacinação das unidades básicas de saúde funcionam diariamente das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

Sintomas da doença
Os sintomas do sarampo são febre alta, bolinhas no corpo, tosse, dor de garganta e conjuntivite. Nas crianças, ela pode ser tornar mais grave, evoluindo para complicações como pneumonia, problemas gastrointestinais, encefalite e meningite.

Surto da doença
Atualmente, 13 estados estão em situação de surto ativo do sarampo. De acordo com o novo boletim epidemiológico da doença, divulgado na última quarta-feira, 28, pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou, nos últimos 90 dias, entre 02 de junho a 24 de agosto, 2.331 casos confirmados de sarampo, em 13 estados: São Paulo (2.299), Rio de Janeiro (12), Pernambuco (5), Santa Catarina (4), Distrito Federal (3), Bahia (1), Paraná (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Sergipe (1), Goiás (1) e Piauí (1).

 

(Mara Santos/Foto: Marcos Sandes)

Fazer um comentario